Blog Crédito Real
criança no condomínio

Crianças no condomínio: dicas para prevenir acidentes

Todo cuidado é pouco com os pequenos. Temos que ter muita atenção aos riscos que podem passar despercebidos para as crianças no condomínio.  Brinquedos com pregos ou pontas aparentes no playground, piscina sem proteção e muitos outros fatores podem causar algum imprevisto com crianças. Por isso, é importante que as crianças estejam sempre acompanhadas de […]

Todo cuidado é pouco com os pequenos. Temos que ter muita atenção aos riscos que podem passar despercebidos para as crianças no condomínio. 

Brinquedos com pregos ou pontas aparentes no playground, piscina sem proteção e muitos outros fatores podem causar algum imprevisto com crianças.

Por isso, é importante que as crianças estejam sempre acompanhadas de um adulto ou responsável quando circularem no entorno do prédio.

Pensando nisso, listamos algumas dicas para você, síndico, se prevenir.

1- As regras de segurança devem ser adaptadas e específicas para as crianças. O ideal é que os condomínios criem iniciativas de prevenção de riscos e acidentes, voltada para elas.

2- Faça uma avaliação de todas as áreas comuns e verifique os pontos mais críticos que necessitam de melhoria para tornarem-se mais seguros. Além disso, os funcionários do local devem estar preparados para saber identificar e alertar quando uma criança está em perigo.

3- Cuide para que as escadas de emergência sejam bem iluminadas e evite armazenar entulhos que impeça a abertura das portas.

4- Atenção com as piscinas! Há legislações e normativas que tratam dos principais pontos a serem verificados, assim como equipamentos de proteção que se fazem necessários para garantir a segurança dos usuários e principalmente das crianças no condomínio.

O piso em torno da piscina deve ser antiderrapante e esta deve ser cercada por grades/telas de proteção; os ralos de fundo devem possuir tampas anti-sucção (antiaprisionamento) e deve haver um dispositivo de segurança instalado (na área externa) para desligamento manual da bomba; os equipamentos de primeiros socorros (boia e corda) e placas de sinalização da profundidade da água devem estar dispostos em local visível.

Além disso, é importante que se tenha regramento quanto ao uso do espaço por crianças, para que elas estejam sempre acompanhadas de algum responsável.

Leia mais: Vem temporada de verão: 4 dicas para a abertura das piscinas

5- Durante a manutenção dos elevadores, é essencial que o técnico sinalize o equipamento em que estiver realizando a preventiva.

6 – Nos parquinhos, realize preventivas constantemente nos brinquedos com movimento (gangorras, giras-giras e balanços) e mantenha o local bem iluminado para segurança das crianças no condomínio.

Todas essas informações devem constar no regulamento interno do seu condomínio. Cuide para que o documento contenha, com exatidão, a classificação das idades para uso das áreas comuns.

A Crédito Real, pensando em facilitar o dia a dia nos condomínios, oferece diversos serviços em administração condominial.

Conheça nossos serviços e peça uma cotação.

Gostou do Post? Deixe seu comentário aqui!