Blog Crédito Real

Como fazer uma horta comunitária no condomínio

Dependendo do espaço no condomínio onde você mora, construir uma horta comunitária pode ser uma ótima ideia.

Com ela, você tem à disposição alimentos frescos, saudáveis e mais baratos. Além de ser uma ótima forma de incentivar o convívio no condomínio.

Alimentação saudável e sustentabilidade

Ter as próprias hortaliças e temperos para consumo é uma excelente forma para deixar o condomínio mais sustentável.

Com a produção da horta comunitária, os moradores economizam na ida ao mercado e reduzem o uso de embalagens plásticas, o que contribui para o meio ambiente.

Além disso, por ser algo “caseiro”, os alimentos também são mais naturais e saudáveis, sem o uso de agrotóxicos.

O lugar certo da horta

Para o sucesso da horta no condomínio, é preciso escolher bem onde ela ficará.

Em primeiro lugar, é fundamental ter uma localização que pegue bastante sol durante o dia. As plantas precisam de muita luz solar para o crescimento, por isso não dá pra fazer a horta na sombra.

Se o condomínio tiver um espaço com terra disponível, é o lugar ideal para o plantio, fazendo um cercadinho para separar a área. Mas se não tiver, também dá pra comprar vasos e canteiros prontos, que podem ser feitos inclusive em tonéis abertos e outros recipientes recicláveis.

Já se o espaço for pequeno, a escolha pode ser pelas hortas verticais, ideais para temperos, que ficam na parede e ocupam pouco espaço. Quer ideias para se inspirar? Dá uma olhada no nosso Pinterest.

Horta vertical
Horta vertical ou horta suspensa

Além disso é preciso também separar um cantinho para a compostagem, reaproveitando resíduos orgânicos do próprio condomínio para fazer adubo sem custo.

Lembrando que a ideia da horta comunitária precisa ser aprovada em assembleia, de acordo com as regras do condomínio.

O que plantar?

De acordo com o espaço e a época do ano, dá pra plantar de tudo na horta do condomínio. Para espaços pequenos, os temperos são a melhor escolha, como orégano, salsinha, cebolinha, manjericão, louro, alecrim, hortelã, entre outros.

Com um pouco mais de espaço, dá pra incluir folhas como alface, rúcula, espinafre e couve, além de pimentas e tomates.

Para a sua horta crescer forte, é importante pesquisar e conhecer as necessidades de cada planta, tanto de profundidade do solo quanto de sol e água.

Horta com canteiros
Horta com canteiros

Colheita no condomínio

Mesmo que a horta possua responsáveis que participam ativamente, ela pertence a todo o condomínio. Assim a produção deve ser dividida entre todos os interessados, mesmo aqueles que participam pouco do projeto.

Vale montar kits para distribuição ou deixar em uma área comum para que os moradores peguem, contando com o bom senso de cada um.

Dessa forma, ao mostrar a colheita, também se tem uma ótima oportunidade para incentivar a participação de cada vez mais condôminos. Assim é possível ampliar a horta ou reduzir o trabalho dos envolvidos.

Crianças na horta

Além de promover a integração dos moradores, a horta do condomínio pode ser uma experiência incrível para as crianças.

Elas podem ajudar plantando mudas e sementes, regando as plantas e também na hora da colheita. É uma ótima fonte de aprendizado e contato com a natureza, principalmente em grandes cidades.

Leve todas que tiverem interesse em participar (com autorização dos pais).

Hortinha da CR

Viu as fotos deste texto? São de condomínios administrados pela Crédito Real que já têm uma hortinha da CR, gerando diversos benefícios para os moradores.

Quer ter a nossa hortinha no seu condomínio também? Fale com a gente e veja como fazer.

Horta comunitária
Horta comunitária em condomínio

Gostou do Post? Deixe seu comentário aqui!